segunda-feira, 29 de setembro de 2008

É moda estar na moda?

Quando você era criança, você se importava com a moda? Eu acho que sim. "Mãe eu quero aquele brinquedo!", " Mãe aquele tênis é mais legal!", mesmo que ele não fosse tão legal assim. Alguém já se pergunto porque isso começou? Eu comecei pensar nisso quando eu assisti um documentário sobre moda e achei ridículo a preucupação das senhoras européias (mostradas em tal documentário) com o que tem, vestem, passam, andam. Sei lá, no meu ponto de vista, moda não é só uma tendêcia. É o que as pessoas buscam para serem aceitos, para serem.. como eu posso dizer.. protegidos. Um modismo, é abraçado e defendido por muitos, por interesses e razões particulares. É mais fácil e cômodo gostar, querer, almejar coisas que são de gosto comum, porque aí achar com quem conversar, conviver, é fácil. Porque alguém não tenta fazer isso indo contra a maioria e não muda a sua opnião mesmo contra comentários.. deságradáveis (tem horas que nós temos que ser eufemistas para manter a classe!) das pessoas. Ah, acabei de lembrar outra ocasião que passei a pensar nisso. O programa (popular) mais decente (na minha opnião) da televisão brasileira, CQC (Custe o Que Custar - Band 22:00 hahaha, propaganda!) tem um quadro que mostra um repórter que se apresenta como acessor de imagem. Ele passa "dicas" para as pessoas, para que (supostamente) elas fiquem melhores "na fita"! O que os entrevistados não sabem é que quando ele dá essas dicas, a cãmera está ligada e nós percebemos a falta de caráter dessas pessoas! Falando em carater.. Eu tirei o meu próprio conceito sobre isso. Para mim, caráter é o que você faz quando não tem ninguém por perto ou pensa que nunca ficariam sabendo. E ai a gente volta pra mesma história.. Hipocrisia me da nojo!

3 comentários:

gi garcia disse...

Não acho que moda seja futilidade e quem diz isso só diz porque não entende nada do assunto. O que eu não sou a favor é da generalização da moda, exatamente porque moda não é sinônimo de tendência, é muito mais complexo que isso. A moda está presente no nosso cotidiano e se não fosse por pessoas como Levi Strauss, talvez não saberíamos o que é jeans até hoje.
E quanto ao caráter, concordo com você.. mas essa história de que somos corrompidos pela sociedade é clichê demais, enfim..

chozo; disse...

Talvez tudo isso (sobre moda) seja mais uma das inúmeras coisas que as pessoas colocam em suas próprias cabeças - estabelecerem padrões de aceitação - ou até mesmo fugirem desses padrões.
Aah, realmente é muito mais do que parece se você for pensar sobre...

Parabéns pelo blog gi! Estarei esperando por mais posts que mexam com minha massa cinzenta. hahah.
e a propósito, não deixe de visitar http://seguramoringa.blogspot.com

beijo!

Giovanna disse...

Gi eu não estou criticando as pessoas que aderem a moda e sim as pessoas que a tratam como prioridade de vida ou um elevador social. Pode até ser clichê, mas ver senhoras de idade, educadas e finas, sendo escravas da moda, é um choque, você tem que concordar..

 
::: Template e Layout by Blografando ::: Distribuito da Adelebox :::