quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Um exemplo, MEU exemplo!

Ontem eu estava conversando com o meu pai ...

(Acho que muitas coisas seriam diferentes em muitas situações que eu conheço se mais pessoas usassem essa frase com a mesma frequência que eu, mas enfim.. voltando. )

Ontem eu estava conversando com o meu pai e percebi que eu tenho muito mais em comum com ele do que eu imaginava.
Ele veio me contar que deu um "presente" para um amigo dele, sem maiores detalhes, esse "presente" que meu pai deu era a mesma coisa que você dar o Mc Donald's pro dono do Mau Mau e com certeza esse amigo do meu pai não teria a mínima idéia disso, e eu perguntei pro meu pai: "Mas você falou pra ele pra te por também, né pai? " ( Não posso citar por onde, ou o que foi o presente, mas acreditem, é uma coisa que é indimensionável).
Alguém imagina o que meu pai me disse?
" Não Gi, eu não estou fazendo isso pelo dinheiro, eu só pedi pra ele ter por mim consideração, e pela memória do Professor Almeida ( professor, honradíssimo que eu tive o prazer inestimável de conhecer, que ajudou meu pai nesse projeto. Que Deus o tenha!). O "fulano"(amigo do meu pai) é um cara de honra, e eu dei esse presente eu sei nas mãos de quem, e eu não quero mérito por isso. Eu fiquei mais de 2 meses fazendo esse projeto com o Professor Almeida onde hoje é o seu quarto, e nós fizemos isso com a experiência dedicação e amores como professor, se isso cair nas mãos de pessoas que façam isso acontecer, meu objetivo e o do Professor vai tá cumprido. "

Eu fiquei chocada, porque eu percebi que eu tenho de onde sair.
Eu descobri que eu não sou a única pessoa que não pensa só no próprio umbigo, no próprio bem, e eu descobri que a minha admiração pelo meu pai, que eu achava que já era imensa, podia aumentar e aumentou!
Pra mim sabe aquela figura de pai herói, super protetor? Eu tenho!
Façam o que fizerem, muda o que mudar, meu pai sempre vai se esse cara que eu amo, admiro, respeito, e para muitos o que eu vou falar é uma coisa praticamente impossivel.. mas acima de tudo, um amigo!
Eu não tenho pretensão de que meus filhos me amem como eu amo meu pai, mas se eles me amarem, respeitarem e admirarem como eu o admiro, eu já vo estar um tanto quanto feliz!


PS: É óbvio que esse post é pro senhor né senhor Humberto? :)

2 comentários:

Bin disse...

Não sei quem é humberto,
mas sei que esse é o blog
para pessoas introspectivas
se refestelarem !!!

Bjos

Bianca Cellani disse...

que delícia ler isso!
com crtz seus parênteses do início do texto são totalemente válidos! se todos tivessem pais assim, EXEMPLOS assim dentro da própria casa, sem sombra de dúvidas teríamos um mundo mto melhor!
e parabéns viu? o blog tá lindérrimo!=)

beijoo*

 
::: Template e Layout by Blografando ::: Distribuito da Adelebox :::