segunda-feira, 1 de junho de 2009

Who Knew?

De longe eu meço minhas palvras.
De longe eu sinto menos o sentimento que eu mais sinto aqui dentro.
Sem te ver, tudo é mais fácil; mesmo sendo mais difícil de viver (ou sobreviver?) ; é mais fácil, porque entre tudo ou nada, só o nada restou.
Aqui de longe é mais fácil pra ver se vale a pena ficar por aqui, ou se eu vou embora, se eu te vejo ou se nem isso me resta.
Me resta olhar pra tras e ver que eu sou, exatamente, um calendário do ano passado.
Me resta comparar o antes e o depois, as promessas e o que realmente se cumpriu, me resta ver, que a gente chegou no tudo ou nada, e é horrivel ver, que eu estou tão distante agora. É, me sobrou o nada.

if someone said two years from now
you'd be long gone.';
i'd stand up and punch them out;
cause they're all wrong;
i know better;
cause you said 'forever and ever';
who knew?
remember when we were such fools;
and so convinced and just too cool;
i wish i could touch you again;
i wish i could still call you friend;
i'd give anything.


{who knew ♪ pink}

1 comentários:

Tatá disse...

Borboletas no estômago.Foi o que eu senti lendo o seu texto.
Da primeira palavra até a última linha.

Lindo :*

 
::: Template e Layout by Blografando ::: Distribuito da Adelebox :::